Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

HORA VIP - A revista que surpreende

HISTÓRIA DE VIDA DE CÉSAR MATOSO

“O César é uma pessoa apaixonada pelas artes”.
César Matoso natural de Alte, uma pequena aldeia do concelho de Loulé, sempre foi uma criança “ligada às tradições”. Sempre participou nas festas da sua terra. Entre os 10 e os 12 anos procurou o César procurou formação na área da música. “Depois estudei teatro durante três anos. Tive formação na área da representação, da dança e do canto. Fui sempre seguindo a minha vida junto das artes. Junto do público. Comunicar para mim sempre foi bastante importante”. Desde sempre que as artes fazem parte da vida do César.

“Sonhava ser apresentador de televisão e jornalista”
Até aos 15 anos César sonhava ser apresentador de televisão e jornalista, mas nesta altura já cantava. “Foi a partir desta altura que a música começou a fazer parte da minha vida”. “O gosto pela televisão e pela comunicação” sempre fez parte do ADN de César. “Queria ser jornalista para saber mais das pessoas e contar histórias. Gostava de ter um programa meu”.

 


“Senti algo diferente”
César começou por cantar música Pop, depois recebeu um convite para cantar fado. Foi-lhe dito que na sua voz havia “qualquer coisa de fado”. “Sempre gostei muito de ouvir fado, e pensei porque não? Resolvi experimentar. Fui a um concurso de fado amador e na altura as pessoas gostaram imenso e deram-me bastante apoio. Eu também senti algo diferente”. Foi assim de forma natural e espontânea que o fado surgiu na vida de César. Desde o primeiro minuto que o César cantou fado que sentiu que era aquilo que queria fazer para sua vida.

“Senti que o meu trabalho podia chegar mais longe”
Este jovem de Loulé que sempre foi um telespetador dos reality shows decidiu entrar na Casa dos Segredos 7 pelo “desafio” e pela experiência social. Um César é uma pessoa que gosta de conviver, que gosta de conhecer os outros e de se dar a conhecer aos outros.
A entrada de César para este programa televisivo teve também como principal objetivo divulgar o seu trabalho, “visto que é um projeto visto por milhares de pessoas. E senti que o meu trabalho podia chegar mais longe. As pessoas estão a ouvir as minhas músicas e a querer saber mais sobre mim”.
Podemos definir o César Matoso como uma pessoa perfecionista. Alguém que gosta de entrar em palco com a certeza que nada vai falhar. Alguém que é exigente consigo próprio e com os que trabalham consigo. Uma pessoa espontânea que está sempre atenda às exigências do público.