Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

HORA VIP - A revista que surpreende

O AUTOCONHECIMENTO É LIBERTADOR

Psicologia-2-1200x800.jpg

Desta vez quero alertar para a reflexão sobre a prática do autoconhecimento como uma forma de nos apropriarmos do roteiro de nossa vida.
Que tal começarmos a fazer um exercício. Vamos lá? Quero que responda para si mesmo com sinceridade. Se eu te perguntasse agora: Quem és tu? Quais os teus maiores medos? O que mais gosta de fazer? Qual o teu maior sonho? O que te impede de ser feliz? Onde desejas estar daqui a 10 anos? Qual tua principal qualidade? Qual teu maior defeito? Tens orgulho de ti mesmo? Estás no caminho certo? Será que conseguiria responder a essas perguntas sem pensar muito?
Difícil, não é? Eu, por diversas vezes preciso parar, pensar, reavaliar e sempre pensar formas de me compreender para responder essas perguntas. A dificuldade em responder é justamente por não termos o hábito de buscar o autoconhecimento.

 

E isso é mais comum do que se imagina. O processo de autoconhecimento não é fácil, exige encarar a nossa própria realidade, nos despir diante do espelho e enfrentar os nossos medos e fraquezas de frente. Processo esse por vezes doloroso demais.
Quantas vezes você já fez algo que não gostava para agradar a outras pessoas, ou permaneceu em uma situação que lhe incomodava, simplesmente por não saber tomar as decisões que eram necessárias?
Frequentemente nos encontramos enclausurados num beco de indecisões, com projetos interrompidos e acontecimentos que geram frustrações pessoais sucedendo o fracasso. Tudo isso por não termos um projeto de vida, não nos adaptarmos aos nossos sonhos, ou por não sermos capazes de responder um sim ou um não na hora certa.
Toda essa situação, além de resultar num vazio existencial, proporcionam-nos uma vivência rasa, com metas superficiais (ou a falta de metas) e sem grandes realizações que nos motivam a continuar a alcançar os nossos sonhos.
E quando nos sentimos assim, é aí que precisamos de nos reavaliar para traçar um rumo de sucesso para nossa vida. Já dizia o filósofo “Conhece-te a ti mesmo”. Somente quando nos conhecemos de verdade é que temos propriedade para tomarmos decisões mais assertivas e sinceras para o nosso bem-estar.
É a através do autoconhecimento que as pessoas encontram caminhos que facilitam suas decisões e levam a auto realização de forma sábia e tranquila. Se conhecer é libertador. Nada supera o conforto de uma decisão tomada com a certeza daquilo que queremos e somos capazes.

Os psicólogos têm afirmado que o processo de autoconhecimento é necessário para que se aprenda a viver em “paz” consigo mesmo, relacionando-se com as outras pessoas e com a natureza de forma mais autêntica.
Quando desatamos os nossos nós, nos livramos de nossas travas e coisas que nos bloqueiam, a vida flui e torna-se mais leve. O mesmo acontece quando aprendemos a ser verdadeiros nos nossos sentimentos, dizendo o sim quando for necessário, com a mesma liberdade, quando também quisermos dizer o não.
São inúmeras as formas de buscarmos esse autoconhecimento. Reforço, ao investir em autoconhecimento, você entende melhor quem é, o que quer e como chegar lá. Viver em paz consigo mesmo. Estar emocionalmente seguro das decisões. Ter discernimento daquilo que te prejudica, estressa ou desequilibra. Saber disso ajuda-te a tomar decisões melhores tanto na vida pessoal como profissional.
Uma das formas que temos de buscar o autoconhecimento, é através da psicoterapia. Quando procuramos ajuda de um profissional, temos um leque de possibilidades à nossa frente, que se abre com o auxílio de um olhar externo, mostrando-nos diferentes pontos de nós mesmos que até então estavam por descobrir. A psicologia ajuda-nos a desenvolvermos uma educação emocional frente aos nossos problemas e medos, favorecendo um crescimento na forma de como enfrentamos as nossas angústias que nos impedem de avançar na vida.
Quando nos apropriamos de nós mesmos, passamos a ter mais controlo sobre as nossas emoções, como medo, raiva, tristeza, alegria, afeto, sexo, tomando consciência daquilo que deixamos ou não nos afetar.
E é essa a mensagem que quero deixar: Procure se conhecer! Busque sua melhor versão. Esforce-se para compreender o melhor de si mesmo. O resultado será uma vida com mais qualidade; decisões mais sábias; determinação e disciplina para conquistar aquilo que sonha. Você pode começar essa busca hoje mesmo, respondendo com sinceridade aquelas questões do início do texto. Reafirmo que não há nada mais libertador do saber quem de fato você é. Tente!

 

Ricardo Furtado